Brasil Atinge Marca de 300 Mil Carros Elétricos em Circulação

O Brasil atingiu um marco significativo no setor automotivo: 300 mil carros elétricos em circulação. De acordo com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), somente no primeiro semestre de 2024 foram emplacados 79.304 veículos leves eletrificados, um crescimento de 146% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Aumento das Vendas de Veículos Eletrificados

Esta categoria de veículos inclui híbridos com recarga externa (PHEV), híbridos convencionais (HEV e MHEV) e 100% elétricos (BEV). A ABVE projeta que, até o final do ano, serão vendidos 150 mil veículos eletrificados no Brasil, um recorde histórico para o mercado.

Os veículos totalmente elétricos (BEV) lideram o mercado, representando 39% dos emplacamentos no primeiro semestre de 2024, com 31 mil unidades. Os híbridos plug-in (PHEV) responderam por 29,5%, enquanto os veículos plug-in (BEV + PHEV) somaram 69% do mercado de eletrificados leves no Brasil.

Os híbridos convencionais (HEV) a gasolina ou diesel representaram 9,3% das vendas, os HEV flex a etanol 14%, e os micro-híbridos (MHEV) 8%.

Avanços e Desafios na Eletromobilidade

Apesar dos números positivos, a ABVE destaca alguns desafios. O Programa Mover, sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, visa promover veículos com maior eficiência energética e sustentabilidade ambiental. No entanto, as novas alíquotas de Imposto de Importação, que entraram em vigor em 1º de julho, aumentaram os custos dos veículos eletrificados: os BEV passaram de 10% para 18%, os PHEV de 12% para 20%, e os HEV de 15% para 25%. Essas taxas devem chegar a 35% até julho de 2026.

Outra preocupação é a indefinição sobre as novas regras de segurança para prevenção de acidentes com carros elétricos, que afetou o mercado de recarga elétrica em edifícios residenciais e comerciais, especialmente em São Paulo, responsável por 34% das vendas nacionais de eletrificados leves.

Declarações do Presidente da ABVE

Ricardo Bastos, presidente da ABVE, comentou: “Os números do primeiro semestre confirmam o excelente momento da eletromobilidade no Brasil, mas precisamos estar atentos aos riscos de retrocesso na descarbonização e eficiência energética do transporte brasileiro. A antecipação das alíquotas de 35% do Imposto de Importação de veículos elétricos é preocupante e poderia quebrar as regras estabelecidas recentemente pelo governo.”

Bastos também expressou preocupação sobre a possível inclusão dos veículos elétricos no Imposto Seletivo, o chamado “imposto do pecado”: “Os veículos elétricos contribuem significativamente para a redução da poluição urbana e das emissões de gases do efeito estufa, além de diminuir os níveis de ruído nas cidades. Não faz sentido taxá-los como se fossem prejudiciais à saúde ou ao meio ambiente.”

Modelos de Carros Elétricos Mais Vendidos no Brasil (1º Semestre de 2024):

1. **Song Plus** – BYD: 10.038 unidades

2. **Dolphin** – BYD: 9.611 unidades

3. **Dolphin Mini** – BYD: 9.059 unidades

4. **Haval H6** – GWM: 9.043 unidades

5. **Corolla Cross** – Toyota: 6.901 unidades

6. **Ora 03** – GWM: 3.687 unidades

7. **Corolla** – Toyota: 2.322 unidades

8. **Seal** – BYD: 2.196 unidades

9. **Tiggo 7** – Caoa Chery: 1.765 unidades

10. **Tiggo 8** – Caoa Chery: 1.672 unidades

Marcas de Carros Elétricos Mais Vendidas no Brasil (1º Semestre de 2024):

1. **BYD**: 32.574 unidades

2. **GWM**: 12.730 unidades

3. **Toyota**: 10.541 unidades

4. **Caoa Chery**: 5.128 unidades

5. **Volvo**: 4.118 unidades

6. **Mercedes-Benz**: 2.563 unidades

7. **BMW**: 2.107 unidades

8. **Land Rover**: 1.555 unidades

9. **Honda**: 1.431 unidades

10. **KIA**: 1.420 unidades

Para mais informações sobre as tendências e novidades do setor de energia sustentável, continue acompanhando nosso blog.